A alimentação é importantíssima – a base para o correto funcionamento do organismo.

 

Muito você já deve der lido sobre a importância da alimentação no dia a dia. Para praticar o ciclismo, não é diferente disso. A alimentação equilibrada é extremamente importante e, quando realizada de forma correta diminui o cansaço e a fadiga, deixando você mais disposto ao pedal. E ainda, melhora a recuperação do ciclista após a atividade e evita lesões.

Muito importante salientar é que cada pessoa possui necessidades individualizadas. Nestas escritas, abordaremos o assunto de forma ampla!

Mas, quais são os alimentos necessários?

Primeiramente, vale ressaltar que a alimentação saudável varia de acordo com o tempo do pedal e a intensidade dele.

Antes dos pedais: de forma alguma ir com o estômago cheio. Varie sua alimentação. Não consuma muitas fibras, carnes. Facilite a digestão. Coma menos, mais vezes ao dia. O café, refrigerantes a base de cola e chimarrão, muito desejados pelos efeitos estimulantes, tem alto poder diurético, podendo provocar desidratação se a atividade for mais longa. Dê preferência às frutas sem casca, sucos, pois seu efeito é mais eficiente e leve para o organismo. Ingira pelo menos 40 minutos antes do pedal.

 

Durante o pedal: A hidratação é fundamental. Antes, durante e depois do pedal. Não fique com sede para beber. De 20 em 20 minutos tome pelo menos 150 mL de água. Não ingira carboidratos durante a atividade. Dê preferência aos alimentos ricos em açúcar, como maçã e melancia, por exemplo. Ao mesmo tempo que eles mantêm o índice de açúcar elevado, auxiliam na hidratação.

 

Após o pedal: um pão com presunto e queijo é o suficiente para repor grande parte dos glúcidos perdidos. Ainda, massas, frango, cereais, legumes e frutas são importantes. Vale lembrar que muita fibra faz mal, como pães integrais, por exemplo. Frutas cítricas são recomendadas para atividades de longa duração. Não demore para ingerir alimentos após o pedal. O organismo estará sedento por energias e você precisa repô-las logo nas primeiras duas horas após o pedal.

 

Cuidado com a perda de peso excessiva pois esta poderá estar relacionada à desidratação e consequente perda de gordura boa.

Dica: a famosa massa “miojo” é rica em proteínas, sais e carboidratos. Pode ser levada pelo ciclista e ingerida “sem ferver” em pequenas quantidades durante os pedais. Assim como as barras de cereal, que também podem ser carregadas junto nos pedais!

 

Gostou dessas dicas do Bike do Sul, curta e compartilhe a vontade e bons pedais!